O montante será atribuído a empresas que apresentem soluções inovadoras na área da Educação, Saúde, Emprego, Justiça ou da Inclusão Social.

São 15 milhões de euros que serão atribuídos a projetos inovadores que tragam respostas a problemas sociais concretos, nas regiões do Norte, Centro e Alentejo.

O concurso da Portugal Inovação Social abriu esta segunda-feira e os interessados terão até dia 16 de julho para submeterem as suas candidaturas através do Balcão 2020, o portal de acesso ao financiamento dos fundos europeus destinados ao Portugal 2020.

O montante, proveniente do Programa Operacional Inclusão Social e Emprego, será atribuído ao abrigo do “Parcerias para o Impacto”, um dos quatro instrumentos de financiamento geridos pela Portugal Inovação Social, a iniciativa pública nacional, criada no âmbito do Portugal 2020, que pretende dinamizar o empreendedorismo social no país.

O “Parcerias para o Impacto” é destinado a empresas que queiram implementar um plano de desenvolvimento de 1 a 3 anos, para alcançarem maior escala e impacto, na área da Educação, Saúde, Emprego, Justiça ou da Inclusão Social.

O fundo cuja candidatura agora abriu destina-se a assegurar 70% das necessidades de financiamento das empresas selecionadas. Os restantes 30% deverão ser assegurados por investidores sociais, públicos ou privados.

Para além deste instrumento de financiamento, a Portugal Inovação Social gere ainda três outros: o “Capacitação para o Investimento Social”, o “Parcerias para o Impacto” e o “Fundo para a Inovação Social”.

Praia da Vitória

Ilha Terceira

Notícias Regionais

Economia

Startups

Outras Notícias

Sociedade

Saúde