A nova exposição do Pavilhão do Conhecimento, em Lisboa, mostra o interior do corpo humano e revela uma comunidade de milhões de seres que vivem connosco desde o nascimento, condicionando a saúde. Pum!

A Vida Secreta dos Intestinos é uma viagem divertida e, sobretudo, educativa.

A conversa costuma acontecer em surdina, entre risos e sorrisos envergonhados. Na nova exposição do Pavilhão do Conhecimento, em Lisboa, propõe-se o fim do tabu. Fala-se do intestino, de hemorroidas e de cocó. E de como tudo isto condiciona o nosso bem-estar físico e até mental. Mostra-se por que razão o intestino já é considerado o “segundo cérebro” e de que forma podemos ajudar este órgão a desempenhar bem a sua função, que vai muito além da simples digestão dos alimentos.

A viagem começa pelo princípio: a boca. Nesta primeira parte, o visitante fica a saber qual o papel de cada um dos órgãos envolvidos no processo de digestão. Especialmente surpreendente a visão de um tubo digestivo verdadeiro (devidamente espoliado do seu interior – nada tema!).

Também há espaço para falar sobre as principais causas de alergia e intolerância alimentar e ainda sobre uma nova, e excitante, área da Ciência: a forma como o primeiro e o segundo cérebro comunicam entre si. Ou de outro modo, de que forma o intestino passa informação sobre o estado do corpo ao órgão de comando. “O que temos dentro de nós é muito valioso”, justifica Giulia Enders, autora do bestseller mundial A Vida Secreta dos Intestinos, que inspirou esta exposição.


A segunda parte mostra que há muito mais bactérias boas do que más. Além de ajudarem a digestão, defendem-nos de agressões e ainda podem ser usadas na produção de alimentos fermentados, como o queijo e a cerveja. “Quanto maior a diversidade de bactérias que habitam o nosso intestino, melhor”, nota o investigador do Instituto de Tecnologia Química e Biológica Adriano Henriques, que contribuiu com belas amostras destes seres.

A exposição fica completa com algumas recomendações alimentares. Um dos truques praticados por Giulia Enders é preferir batatas aquecidas, ou frias (o arrefecimento leva a uma modificação na estrutura do amido e faz com que a digestão ocorra ao longo de todo o trato intestinal, aumentando a absorção dos nutrientes e a sensação de saciedade). Outro conselho passa pelo uso de um banquinho de apoio para os pés que, defendem os especialistas, transforma a ida à casa de banho numa experiência rápida e eficiente – o que pode mudar vidas!


Pum! A Vida Secreta dos Intestinos > Pavilhão do Conhecimento - Centro de Ciência Viva > Parque das Nações, Lg. José Mariano Gago, 1, Lisboa > T. 21 891 7100 > até agosto de 2020 > ter-sex, 10h-18h, sáb-dom e feriados 11h-19h (última entrada 30 min. antes) > €9, 3-11 anos e mais de 65 anos €6, 12-17 anos €7, bilhete família (2 adultos + 2 crianças até 17 anos) €24

FONTE: Sara Sá/VISÃO

Praia da Vitória

Ilha Terceira

Notícias Regionais

Economia

Startups

Outras Notícias

Sociedade

Saúde