O Presidente da Câmara Municipal da Praia da Vitória, Tibério Dinis, apresentou esta quinta-feira, dia 11 de julho, o Plano Estratégico de Sustentabilidade Ambiental das Festas da Praia, que engloba dez medidas de cariz ambiental a serem implementadas durante as Festas da Praia, mantendo-as durante todo o ano, que têm como objetivo sensibilizar a população para estas questões ambientais, assim como reduzir a pegada ecológica no concelho da Praia da Vitória.

O autarca praiense revela que “estas medidas vão desde ações de sensibilização até medidas no terreno”, constituindo um “projeto-piloto que além de ser implementado nas Festas da Praia, pretende-se que se efetive durante o resto do ano, naquela que é a gestão autárquica da Praia da Vitória mas também em toda a comunidade do nosso concelho”.

A primeira medida, implementada a partir de hoje, denominada “Da Sarjeta ao Mar”, consiste na “instalação de uma rede nas sarjetas, fazendo com que os resíduos encontrados nas águas pluviais da zona das Figueiras do Paim e da Estrada 25 de Abril, fiquem alocados na mesma e não cheguem nem às praias nem ao Paul da Praia”. Os resíduos recolhidos serão posteriormente depositados numa estrutura em forma de peixe, que se encontra junto ao Paul da Praia da Vitória, como forma de sensibilização ambiental.

As restantes nove ações, denominam-se “Uma Árvore por Dia” (consiste numa redução da pegada ecológica através da plantação de árvores); “Praias Mais Limpas” (ação de sensibilização para reduzir a poluição nos areais); “Touradas Mais Limpas” (redução do lixo produzido nas touradas à corda); “Praias sem Beatas” (sensibilização para deixar de fumar nas praias); Ação de Sensibilização Ambiental Festas da Praia 2019 (através de vídeos e spots no som de rua); “Um Copo Chega” (eliminação dos copos descartáveis com a aquisição de 55 mil copos reutilizáveis); “Praia sem Palhinhas” (eliminação das palhinhas de plástico, substituindo-as por palhinhas de papel e cartão); “Brigada Verde” (voluntários em defesa do ambiente); e a “Calculadora Ambiental” (contabilização dos resíduos produzidos nas Festas da Praia).

O edil praiense salienta também que “independentemente do excelente trabalho realizado pelos funcionários da Câmara Municipal e da Praia Ambiente, o que realmente se pretende é que haja sensibilização para não sujar, fazendo assim, um apelo aos nossos cidadãos para terem em conta a nossa sustentabilidade ambiental”.

Praia da Vitória

Ilha Terceira

Notícias Regionais

Economia

Startups

Outras Notícias

Sociedade

Saúde