A Câmara Municipal da Praia da Vitória vai promover uma campanha de identificação eletrónica e vacinação antirrábica para canídeos no Concelho, entre os próximos dias 26 de julho e 1 de agosto.

“A iniciativa, que conta com o apoio das entidades locais, visa sensibilizar a comunidade para a importância da saúde animal, reforçando a segurança e qualidade de vida dos canídeos”, explica Carlos Armando Costa, vice-presidente da Autarquia.

Segundo o responsável municipal, a vacinação por animal tem uma taxa de quatro euros, enquanto a implementação de microchip custa seis euros por animal.

A ação, que compreende a vacinação antirrábica e a colocação de microchip, decorrerá no dia 26, entre as 09h00 e as 11h00, no Centro Cultural da freguesia dos Biscoitos. No mesmo dia, esta campanha passa pelas Quatro Ribeiras, decorrendo, das 14h00 às 16h00, no edifício da Junta de Freguesia.

No dia 27 de julho, das 09h00 às 11h00, na Agualva, a campanha decorrerá na Casa do Povo, seguindo, das 14h00 às 16h00, para o armazém da Junta de Freguesia da Vila Nova.

Na segunda-feira, dia 29 de julho, a campanha decorrerá de manhã (09h00/11h00) no armazém da Junta de Freguesia de São Brás e à tarde (14h00/16h00) no pátio do Centro Pastoral da Vila das Lajes.

A 30 de julho, das 09h00 às 11h00, podem recorrer a esta campanha do Município todos os interessados da freguesia das Fontinhas, decorrendo a campanha na Junta de Freguesia. De tarde, das 14h00 às 16h00, será a vez da freguesia da Fonte do Bastardo, acontecendo a vacinação e chipagem dos canídeos no armazém da Junta de Freguesia.

Para 31 de julho, a campanha acontecerá no Cabo da Praia (09h00/11h00), na Junta de Freguesia, e no Porto Martins (14h00/16h00), no pavilhão gimnodesportivo.

Na quinta-feira, 1 de agosto, a campanha decorrerá em Santa Cruz, no parque de estacionamento do Estádio Municipal da Praia da Vitória, entre as 09h00 e as 11h00 e entre as 14h00 e as 16h00.

A vacina antirrábica é obrigatória para todos os canídeos a partir dos três meses de idade, segundo impõe o Programa Nacional de Luta e Vigilância Epidemiológica da Raiva Animal e Outras Zoonoses (PNLVERAZ).

Também a identificação eletrónica dos canídeos é obrigatória para todos os cães nascidos após 01 de julho de 2008, sendo um dos meios mais utilizados para reduzir a perda e o roubo de animais.

Praia da Vitória

Ilha Terceira

Notícias Regionais

Economia

Startups

Outras Notícias

Sociedade

Saúde