Revisão do Plano Municipal de Emergência

O Presidente da Câmara Municipal da Praia da Vitória, Tibério Dinis, assinalou os 35 anos da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários da Praia da Vitória felicitando todos os dirigentes, bombeiros e voluntários, que têm ajudado a escrever páginas de história como a do último ano, “onde os nossos bombeiros alcançaram feitos históricos”.
Na sessão solene comemorativa da passagem de mais um aniversário da Associação presidida por Luís Vasco Cunha, o Autarca praiense registou o trabalho, a dedicação, a solidariedade, os títulos nacionais e mundiais conquistados, mas também a responsabilidade que cabe àquela entidade na coorganização do Campeonato Mundial de Trauma e Desencarceramento, em 2023, precisamente na Praia da Vitória.

“Estamos aqui para celebrar 35 anos repletos de glória e de muita dedicação. Particularmente, o último ano trouxe imensas boas notícias e feitos históricos. Desde o último aniversário, os nossos bombeiros participaram no Mundial de Trauma e Desencarceramento na África do Sul; depois no Campeonato Nacional, realizado na Praia da Vitória e a conquista do título nacional; mais recentemente, outra dignificante prestação no Mundial realizado em França. Tudo isso é o espelho mais visível daquilo que diariamente aqui se faz. Tudo isto é também o prémio pelo trabalho que, todos os dias, 24 sobre 24 horas, os Bombeiros prestam à população da Praia da Vitória e da ilha Terceira. Muitos parabéns por todo o vosso trabalho e pela vossa dedicação”, disse.
Relativamente à realização do Mundial de Trauma e Desencarceramento, em 2023, na Praia da Vitória, o responsável municipal voltou a congratular a Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários “por trazerem até à Praia da Vitória uma prova desta dimensão”, reforçando que “da parte da Câmara Municipal contarão com todo o apoio” e apelando à população praiense para “que se envolva e colabore com a Associação Humanitária na organização desta competição”.

Nas palavras que dirigiu a todos os presentes, Tibério Dinis agradeceu ainda “todo o trabalho meritório que a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários da Praia da Vitória desenvolveu e assegurou na gestão e segurança das zonas balneares da Praia da Vitória, um ativo económico fundamental para o turismo e para o bem-estar da nossa população. Além de sermos o Concelho dos Açores com mais zonas balneares, mais bandeiras azuis e mais praias zero poluição, tivemos uma gestão, segurança e trabalho de socorro extraordinárias e que também é motivo de orgulho para todos nós”.

O edil registou, ainda, que a celebração destes 35 anos, “mais do que celebrar um ano extraordinário de conquistas e feitos, é uma celebração do futuro, uma vez que assistimos à apresentação de novos bombeiros e ao trabalho desenvolvido com a escola de infantes e cadetes, que asseguram que teremos um grande futuro”.
Tibério Dinis saudou ainda, de forma particular, os representantes das várias corporações de bombeiros do continente português que fizeram questão de marcar presença nas celebrações dos 35 anos dos Bombeiros da Praia da Vitória, realçando que a sua presença “mostra a solidariedade dos Bombeiros praienses para com as populações do continente que foram auxiliar; mostram publicamente o agradecimento que aquelas populações quiseram prestar a esta Associação Humanitária; e ao mesmo tempo, reforça as ligações existentes entre a Praia da Vitória e diversas localidades do continente”.

Plano Municipal de Emergência  vai ser revisto

Por fim, o Presidente da Câmara Municipal da Praia da Vitória deixou um agradecimento “a todos os bombeiros que estiveram disponíveis para entrar em ação, recentemente, aquando da passagem do furacão Lorenzo, momento em que, pela primeira vez, a Câmara Municipal teve que ativar o Plano Municipal de Emergência”.

Após uma “avaliação interna” efetuada pelo Município à forma como a implantação do Plano de Emergência decorreu, o autarca destacou que “quando ativamos um plano de emergência este tem que ser rápido e eficaz, assegurando uma boa gestão no terreno. O balanço que fizemos é positivo, mas verificamos que temos muito a melhorar e é isso que vamos fazer. Posso dizer-vos que sobre esta matéria, muito em breve, a Vereadora Raquel Borges dará início a uma revisão do Plano Municipal de Emergência, para melhorar vários aspetos no âmbito da sua operacionalidade”.

 

Praia da Vitória

Ilha Terceira

Notícias Regionais

Economia

Startups

Outras Notícias

Sociedade

Saúde