Protesto contra a Federação Portuguesa de Futebol

A Câmara Municipal da Praia da Vitória aprovou, esta segunda-feira, Voto de Protesto “contra a decisão da Federação Portuguesa de Futebol de não promover o Sport Clube Praiense à II Liga de Futebol, ou diretamente ou através da disputa de play-offs”, tendo disponibilizado, ainda, apoios jurídico e financeiro ao Clube da Cidade.

A aprovação deste Voto (por unanimidade em reunião de executivo camarário) foi revelada por Tibério Dinis, Presidente do Munícipio, numa conferência de imprensa onde marcou presença ao lado de Marco Monteiro (Presidente do emblema da Praia da Vitória) e de Paulo Gomes (Presidente da Associação de Futebol de Angra do Heroísmo).

Joao Manuel Alves · TIBERIO DINIS SCP.WAV

“Cumpre-me, em nome da Câmara Municipal da Praia da Vitória e de todos os que, na Praia da Vitória, gostam da vivência social e desportiva, demonstrar toda a nossa solidariedade para com o Sport Clube Praiense. A decisão tomada, no fim de semana, de não promover o Praiense à II Liga de Futebol é uma decisão injusta, pois não dá espaço ao mérito desportivo. No desporto os resultados devem ser os que se alcançam dentro das quatro linhas.

Os resultados desportivos do Praiense estão patentes na classificação da Série C do Campeonato de Portugal, pelo que a Câmara Municipal tomou uma deliberação oficial de apoio”, anunciou o edil, acompanhado por Tiago Ormonde, Vereador com competência em matéria de Desporto e autor da proposta aprovada em sede de reunião de Câmara.

Foi, aliás, este, que transmitiu, na íntegra, o teor do Voto de Protesto aprovado e as deliberações de apoio tomadas pelo Munícipio e que passam por: protestar contra a decisão da Federação Portuguesa de Futebol; disponibilizar os serviços jurídicos da Autarquia para a contestação judicial da decisão federativa; e apoiar o clube em cinco mil euros, para o pagamento de todas as custas judiciais do processo que será interposto, no sentido de reverter a decisão relativa às subidas de clubes do Campeonato de Portugal para a II Liga de Futebol Profissional.F

Recorde-se que, no passado fim de semana, a Federação Portuguesa de Futebol deu por concluído o Campeonato de Portugal, indicando, em Comunicado, que os clubes FC Vizela e FC Arouca irão participar na II Liga de Futebol na próxima época desportiva, sem que haja a realização de play-offs para a seleção das equipas promovidas, e justificando a decisão com o número de pontos conseguidos pelas equipas líderes das quatro séries do referido Campeonato

Ora, a Câmara Municipal da Praia da Vitória considera a decisão “profundamente injusta, porque cria líderes de primeira e líderes de segunda, e penaliza a equipa de futebol do Sport Club Praiense”, que liderava a Série C do Campeonato de Portugal, com 11 pontos de vantagem sobre o segundo classificado, aquando da paragem da competição devido à pandemia de COVID-19.
O Voto de Protesto aprovado, por unanimidade, vai mais longe frisando que “o critério usado pela Federação Portuguesa de Futebol não tem qualquer reflexo nos regulamentos desportivos e, pela primeira vez, cria uma distinção sem qualquer nexo, que só pode ser lida como uma clara intenção de promover a desigualdade e o desmérito desportivos”.

Praia da Vitória

Ilha Terceira

Notícias Regionais

Economia

Praia Links

Outras Notícias

Mundo

Sociedade

Saúde

Desporto

Música

Podcast