Início da segunda fase de distribuição de máscaras sociais

O presidente da Câmara Municipal da Praia da Vitória, a vereadora com o pelouro da proteção civil municipal e os presidentes das Juntas de Freguesia reuniram esta sexta-feira, 08, para fazer o balanço da primeira semana de distribuição de máscaras sociais de proteção individual.

“A Câmara Municipal avançou com a distribuição de máscaras sociais para população, antes da informação de obrigatoriedade de uso, em determinadas situações, por parte do Governo Regional dos Açores. Quando anunciada a obrigatoriedade pela Autoridade de Saúde, o anúncio provocou uma corrida às máscaras e uma enorme pressão nas Juntas de Freguesia por parte da população, quando a produção municipal estava estruturada com base numa realidade. Essa realidade alterou-se e, por isso, avançamos com o reforço da produção já esta semana, para que a partir da próxima segunda-feira sejam distribuídas mais máscaras”, frisou Tibério Dinis, presidente da autarquia praiense.

O responsável garante que serão distribuídas máscaras por toda a população, mas que “não é possível ter as máscaras todas ao mesmo tempo”.

“A produção e a distribuição são faseadas, tendo por base a capacidade de produção existente”, explica Tibério Dinis. “A partir de segunda-feira, vamos distribuir duas mil máscaras por semana e estamos a procurar aumentar ainda mais a capacidade produtiva. Conseguimos aumentar a produção da primeira semana – 1500 máscaras, para a segunda semana, e espero que para a terceira semana aumente novamente”, adianta.

Segundo o autarca, além da linha de produção a cargo da empresa Modelinas, foi criada uma segunda linha de produção em parceria com a Santa Casa da Misericórdia da Praia da Vitória. E da reunião saiu o apelo para que todas as costureiras coletadas no Concelho que tenham disponibilidade para colaborar na confeção das máscaras possam manifestar a sua disponibilidade às respetivas juntas de freguesia e, depois de se submeterem ao teste de despiste à COVID-19, possam também contribuir para o aumento da produção em curso.

“Avançámos com a distribuição de máscaras sociais de proteção individual ainda antes de ser obrigatório o seu uso em determinados contextos e, perante a procura, estamos a responder tal como afirmamos inicialmente. A certeza que damos é que todos terão máscara. Mas não é possível ter as máscaras todas necessárias prontas no mesmo dia”, sublinhou o autarca, que reuniu com a vereadora com o pelouro da proteção civil municipal e os responsáveis pelas Juntas de Freguesia locais.


A 04 de maio, a Câmara Municipal da Praia da Vitória iniciou a distribuição por todos os munícipes de máscaras sociais de proteção individual.

Quem pretender receber este dispositivo – a usar como complemento às medidas de proteção e higienização recomendadas pela Autoridade de Saúde – deve contactar a sua Junta de Freguesia.

No caso das Juntas de Freguesia de Santa Cruz e da Vila das Lajes, a distribuição é presencial no edifício da Junta e mediante ordem de chegada, ocorrendo no horário normal de funcionamento. Esta situação justifica-se com a dimensão da freguesia e Vila e com a enorme afluência de pedidos.

O executivo municipal reforça o apelo à população para o cumprimento da informação e recomendações fornecidas pelas Autoridades de Saúde, nomeadamente no que diz respeito ao uso de máscara social de proteção individual.

Recorde-se que a diretiva regional impõe a obrigatoriedade do uso de máscara em espaços fechados e transportes públicos e recomenda o seu uso em todas as situações de deslocação na via pública.

“Além disso, é importante esclarecer que a Câmara Municipal está a distribuir, em articulação com as Juntas de Freguesia, uma máscara por pessoa. Esta ação não tem nada a ver com a distribuição anunciada pelo Governo Regional dos Açores, que vai enviar três máscaras por casa. O apelo maior que faço, neste período que é inédito para todos nós, é que todos temos a responsabilidade de gerir e prestar a melhor informação, não contribuindo para o ruído que acontece nestas situações. As entidades públicas e a comunicação social têm procurado prestar as melhores informações. É importante que os cidadãos também se preocupem em usar as informações de fonte fidedigna”, realça Tibério Dinis.

“Estamos a trabalhar continuamente para melhor servir as pessoas e é justo um louvor quer à empresa com sede na Praia da Vitória que colabora com o Município neste projeto, quer às equipas das Juntas de Freguesia e da Autarquia que têm permitido que este trabalho aconteça, a bem da nossa população”, enfatizou Tibério Dinis.

 

Praia da Vitória

Ilha Terceira

Notícias Regionais

Economia

Praia Links

Outras Notícias

Mundo

Sociedade

Saúde

Desporto

Música

Podcast