“Presidência Aberta às Freguesias e Vila do Concelho da Praia da Vitória”

 

O Presidente da Câmara Municipal da Praia da Vitória, Tibério Dinis, visitará, na próxima segunda-feira, as diversas zonas balneares da Freguesia de Porto Martins, para as quais foi apresentada, em outubro do ano passado, uma Estratégia Municipal de Valorização Turística.

Inseridas no programa da “Presidência Aberta” àquela freguesia – a mais recente do Concelho da Praia da Vitória, que celebra, no próximo mês de maio, 20 anos que foi elevada à categoria de Freguesia – as visitas do executivo municipal às zonas balneares da Baía da Câmara/Baía das Canas, Porto Sr. Guilherme e Piscinas Naturais, decorrerão a partir das 14h00.

Recorde-se, a propósito que, da Estratégia de Valorização para as Zonas Balneares do Porto Martins, apresentada o final do ano passado, foi anunciada a intenção de, na Baía das Canas (ou Baía da Câmara como era conhecida antigamente), aumentar o espaço de solários, através da instalação de plataformas amovíveis em deck de madeira, equipando a zona também com duches, equipamentos segurança, novos corrimões e escadas de acesso ao mar.

Já no Porto Sr. Guilherme existem dois privados (proprietários de uma antiga garagem e de um outro espaço de arrumação) que têm, neste momento, projetos de licenciamento a correr os seus trâmites nas entidades competentes para a instalação de um espaço de bar e restauração, enquanto, paralelamente, a Autarquia fará o melhoramento e reordenamento do parque de estacionamento, a instalação de duches, novos equipamentos de segurança, corrimões e escadas de acesso ao mar, prevendo-se ainda uma intervenção de correção dos solários e o seu eventual crescimento em deck.

No que toca às Piscinas Naturais do Porto Martins (zona balnear com qualidade de Bandeira Azul da Europa e distinguida como Praia Acessível para portadores de mobilidade reduzida), o Presidente do Município revelou que será feita uma intervenção ao nível da reposição e reparação dos espaços de solário e correções ao nível de alguns acessos, particularmente destinados às pessoas de mobilidade reduzida ou portadoras de deficiência. Para além disso, registe-se uma melhoria ao nível dos equipamentos de segurança, dos corrimões e escada de acesso ao mar.

Do programa da “Presidência Aberta” ao Porto Martins, no próximo dia 12 de abril, destaque ainda para audiências com a população, visitas e reuniões às instituições, coletividades e empresas da localidade.

As audiências com os munícipes decorrerão no Salão Cultural do Porto Martins, sendo, no entanto, necessário o seu agendamento prévio, através de contacto para o Gabinete da Presidência da Câmara Municipal, até ao próximo dia 9 de abril, por telefone, 295 540 200/211, ou correio eletrónico – Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. –, indicando o nome, contacto e assunto a tratar. Ao final do dia realizar-se-á a reunião pública de Câmara.

 Porto Martins

O Porto Martins é a mais recente Freguesia da Ilha Terceira tendo sido criada através da aprovação do Decreto Legislativo Regional n.º 11/2001/A, de 26 de junho, pela Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores, depois de uma separação administrativa e territorial da vizinha localidade do Cabo da Praia.

Ferreira Drummond, em “Os Anais da Ilha Terceira”, atribui a Martim Anes (um dos primeiros habitantes da localidade, ainda no século XVI) a responsabilidade pela sua denominação, sendo que a história refere que aquele cidadão foi responsável pela construção dos primeiros granéis da ilha, na então designada “enseada de Porto de Martim”.

A localidade, dedicada economicamente às atividades do setor primário, é chão de vinhas, pomares e oliveiras, sendo ainda hoje conhecida pelas particularidades dos seus vinhos e azeitonas. 

Ocupando uma área de cerca de 3,4 quilómetros quadrados, a Freguesia é hoje local de agradáveis zonas balneares e uma zona residencial de excelência no concelho da Praia da Vitória.

De entre as personalidades de relevo naquele lugar destaque para o filantropo José Coelho Pamplona, 1.ª Visconde de Porto Martim, que doou os fundos necessários para a construção da Igreja Paroquial (ampliando a antiga Ermida de Santa Margarida), assim como da Escola Primária e do primitivo sistema de Chafarizes que abastecia a povoação de água.

Do ponto de vista patrimonial, o Porto Martins sobressai também pelas ruínas históricas de várias fortificações defensivas da Ilha, nomeadamente os Fortes de Nossa Senhora da Nazaré, de São Bento e de São Filipe.

Praia da Vitória

Ilha Terceira

Notícias Regionais

Economia

STARTUPS

Outras Notícias

Mundo

Sociedade

Saúde

Desporto

Podcast