Tibério Dinis elogia “criatividade e capacidade” da Freguesia  na “preservação da sua história e na projeção do seu futuro”

 O Presidente da Câmara Municipal da Praia da Vitória, Tibério Dinis, considerou, este domingo, que “feliz é a Freguesia que tem onde contar a sua história”, elogiando a criatividade e a capacidade da Junta de Freguesia de São Brás no desenvolvimento do projeto que levou à criação do Centro Interpretativo de Cultura Rural do Ramo Grande.

No âmbito das celebrações do Dia da Freguesia de São Brás, o autarca participou na cerimónia de inauguração desta nova valência cultural, que resultou da recuperação de um imóvel com características típicas da arquitetura do Ramo Grande, propriedade da Junta de Freguesia, e que está, a partir de agora, ao serviço de toda a população e visitantes da localidade. 

“Feliz é a Freguesia que tem onde contar a sua história, porque assim preserva o seu passado, dignifica os seus antepassados, honra o seu trabalho e projeta o seu futuro”, referiu, elogiando o trabalho desenvolvido pelos executivos da Junta de Freguesia (primeiro liderados por Nuno Meneses e agora por Marco Toste) na prossecução deste projeto.

A criação do Centro Interpretativo de Cultura Rural do Ramo Grande foi um projeto apoiado a 100% por fundos comunitários disponibilizados através da GRATER (Associação de Desenvolvimento Local das Ilhas Graciosa e Terceira), tendo a Câmara Municipal da Praia da Vitória apoiado na componente do IVA da empreitada, ou seja, na única vertente do projeto não suportada por fundos europeus.

Sobre os fundos da GRATER, disse Tibério Dinis, “importa que as entidades competentes na gestão destas verbas tenham a capacidade negocial de assegurar que, no próximo quadro comunitário de apoio, as Juntas de Freguesia continuam a beneficiar do cofinanciamento a 100%, para poderem continuar a desenvolver os seus territórios e a promover a ruralidade subjacente a todas as nossas freguesias e vila”.

Assim, prosseguiu o edil, “este investimento surge da criatividade e da capacidade da Junta de Freguesia captar os mecanismos financeiros que a GRATER disponibiliza e que acabou por permitiu, para além da recuperação de um património no centro da freguesia, desenvolver um projeto muito mais abrangente do que um mero centro interpretativo”.

Tibério Dinis regista que no novo espaço de visitação de São Brás está contada “a história da Freguesia, mas também, aqui, temos a história de toda a zona do Ramo Grande, temos a história de cidadãos, famílias e instituições da Freguesia e temos um espaço que, não tenho dúvidas, quando a pandemia passar e voltarmos a receber os nossos emigrantes, será um dos locais que vão querer visitar para procurar até os rostos dos seus antepassados”.

O Centro Interpretativo de Cultura Rural do Ramo Grande é assim, salientou o Presidente do Município, “muito mais do que uma obra de reabilitação, é um investimento que trás uma identidade própria a São Brás e que, pela primeira vez, criou um espaço turístico de visitação, um local onde São Brás conta a sua história. E feliz a Freguesia que tem onde contar a sua história”.

Espaço de cultura, de turismo  e de ensinamentos às novas gerações

Com um custo superior a 40 mil euros este Centro Interpretativo tem como objetivos principais, entre outros, promover a divulgação dos usos e costumes desta zona tão peculiar da nossa ilha – a zona do Ramo Grande –, facultar um espaço de lazer à população e promover a transferência de conhecimento entre gerações.

A Junta de Freguesia entende que este é um projeto de interesse, não só para a comunidade local, mas também um projeto de interesse público, tendo em conta as caraterísticas do mesmo, quer a nível cultural e recreativo, quer pelo seu interesse turístico, sendo assim uma mais-valia para a Freguesia, para o Concelho e para a Ilha.

Na cerimónia de inauguração desta nova valência cultural e turística, situada na Rua do Gorgita n.º 2 (rua em frente ao edifício sede da Casa do Povo e da Junta de Freguesia), marcaram presença, para além de todo o executivo municipal, várias personalidades e instituições de São Brás, presidentes de Junta de Freguesia do Concelho da Praia da Vitória, órgãos autárquicos de São Brás e o Secretário Regional da Agricultura e Desenvolvimento Rural.

Praia da Vitória

Ilha Terceira

Notícias Regionais

Economia

STARTUPS

Outras Notícias

Saúde