Os estabelecimentos de restauração e bebidas dos Açores deixam de ter, a partir de hoje, restrições de horário, lotação ou ocupação de mesas, anunciou o executivo regional, no âmbito do levantamento das medidas de combate à covid-19.

“Os estabelecimentos de restauração e bebidas passam a não ter qualquer restrição, nem de horário, nem de lotação, nem de ocupação de mesas, ou seja, podem funcionar normalmente”, afirmou o secretário regional da Saúde dos Açores, Clélio Meneses, referindo-se também aos estabelecimentos com espaços de dança, nos quais passará a ser obrigatória, à entrada, a apresentação de um certificado digital ou teste negativo.

O secretário regional da Saúde falava aos jornalistas na sequência da reunião do Conselho de Governo, realizada na cidade da Horta, ilha do Faial.

Questionada pela Lusa, fonte do seu gabinete explicou que as medidas entram em vigor ainda hoje, após publicação em Jornal Oficial.

Segundo Clélio Meneses, os eventos culturais, recreativos e desportivos que se realizam nos Açores mantêm a limitação de 3/4 da respetiva lotação, embora essa limitação possa ser ultrapassada por determinação de Autoridade Regional de Saúde, mediante a apresentação de um plano de contingência.

O governante anunciou também que foram detetados dez casos de infeção em crianças, em idade escolar, através de testes à saliva, efetuados nas escolas de São Miguel, e outros dois casos nas escolas da ilha Terceira, o que, no seu entender, demonstra “o sucesso deste processo de testagem nas escolas”, mas que, não constitui, para já, motivo de preocupação.

PUB

CONTINUAR A LER

O secretário regional da Saúde e do Desporto lembrou ainda que, na região, já mais de 80% da população está “completamente vacinada” contra a covid-19, razão pela qual é possível agora ir levantando, aos poucos, as medidas restritivas que antes existiam.

Nas últimas 24 horas, foram diagnosticados 20 novos casos positivos de Covid-19 nos Açores, sendo 14 em São Miguel, cinco na Terceira e um no Faial, resultantes de 1.393 análises realizadas em laboratórios de referência, segundo informação da Autoridade de Saúde Regional.

A covid-19 provocou pelo menos 4.762.596 mortes em todo o mundo, entre 232,78 milhões infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

Em Portugal, desde março de 2020, morreram 17.968 pessoas e foram contabilizados 1.068.530 casos de infeção, segundo dados da Direção-Geral da Saúde.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em vários países.

Praia da Vitória

Ilha Terceira

Notícias Regionais

Economia

STARTUPS

Outras Notícias

Saúde