Câmaras municipais da Praia da Vitória e de Olhão unem esforços em defesa do Praiense e do Olhanense

A Câmara Municipal da Praia da Vitória e a Câmara Municipal de Olhão vão solicitar, em conjunto, uma reunião com o Secretário de Estado da Juventude e do Desporto para contestar a decisão da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) de impedir o acesso dos clubes Praiense e Olhanense à II Liga de Futebol.

As autarquias entendem que a decisão da FPF de dar por concluído o Campeonato de Portugal e promover à II Liga o FC Vizela e o FC Arouca sem disputa de playoff com as restantes equipas em primeiro lugar nas séries da prova põe em causa a verdade desportiva e afeta significativamente as ambições das equipas do Praiense e do Olhanense, ambas com classificações que lhe permitiam disputar o playoff de acesso à II Liga, conforme os regulamentos da prova.

Entendem as Câmaras Municipais que é de todo justo que a FPF seja contestada de viva voz e que se perceba que a sua decisão – sem precedentes legais – afeta não apenas dois clubes, mas dois concelhos e duas comunidades que merecem outro respeito.

Serão apresentados argumentos ao Secretário de Estado da Juventude e do Desporto, para que se possa repor a justiça neste caso. É absurdo que se crie uma situação em que passam a existir primeiros de primeira e primeiros de segunda. Justificar a decisão com os pontos das equipas do Vizela e do Arouca, lideres nas suas séries, fazendo de conta que os líderes das outras séries não são líderes com total justiça é ferir os mais básicos princípios desportivos. Por isso, os dois municípios decidiram unir esforços em defesa dos clubes e do respeito pelos seus concelhos.
A tutela tem de intervir.

Câmara Municipal da Praia da Vitória solicita
reunião com tutela regional do Desporto e Turismo

A Câmara Municipal da Praia da Vitória vai solicitar também uma reunião conjunta com os secretários regional da Educação e Cultura (que tutela o Desporto) e da Energia, Ambiente e Turismo (que tutela o Turismo) para expor a situação e pedir a intervenção do Governo Regional dos Açores.
No início da semana, o presidente e o vereador da Câmara Municipal da Praia da Vitória, em conferência de imprensa conjunta com o presidente do Praiense e o presidente da Associação de Futebol de Angra do Heroísmo, anunciaram a aprovação de um voto de protesto por parte da Câmara Municipal (por unanimidade), assim como apoio jurídico e financeiro ao Praiense para contestação da decisão da FPF.

 

Praia da Vitória

Ilha Terceira

Notícias Regionais

Economia

Praia Links

Outras Notícias

Mundo

Sociedade

Saúde

Desporto

Música

Podcast