Os Estados Unidos ultrapassaram a barreira dos três milhões de casos confirmados da covid-19, depois de nas últimas 24 horas terem registado mais de 55.000 infeções, de acordo com um balanço da Universidade Johns Hopkins.

Nas últimas 24 horas o país registou ainda 733 mortes.

O país contabiliza 132.095 óbitos e 3.046.351 casos confirmados desde o início da pandemia, segundo o balanço realizado às 20:00 de quarta-feira (01:00 de hoje em Lisboa), pela agência de notícias Efe.

Os Estados Unidos são o país no mundo com mais mortos e mais casos de infeção confirmados.

O número de casos diários voltou a ser superior a 50.000 como resultado do surto de infeções nos estados do sul e oeste, como Florida, Texas, Califórnia, Arizona, Geórgia.

Contudo, Nova Iorque continua a ser o estado mais fortemente afetado pelo coronavírus nos Estados Unidos, com 398.929 casos confirmados e 32.251 mortes, um número apenas inferior ao do Brasil, Reino Unido e Itália.

Segue-se Nova Jersey, com 15.332 mortos, Massachusetts, com 8.243, e Illinois, com 7.309.

Em termos de infeções, a Califórnia está atrás apenas de Nova Iorque com 288.212, a Florida em terceiro com 223.783 e o Texas em quarto com 222.284.

O Instituto de Métricas e Avaliações em Saúde da Universidade de Washington, cujos modelos para a evolução da pandemia são frequentemente utilizados pela Casa Branca, estima que o país chegue a outubro com cerca de 185 mil mortes.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 545 mil mortos e infetou mais de 11,9 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.631 pessoas das 44.859 confirmadas como infetadas, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Praia da Vitória

Ilha Terceira

Notícias Regionais

Economia

Praia Links

Outras Notícias

Mundo

Sociedade

Saúde

Desporto

Música

Podcast