O número de mortos em África devido à covid-19 subiu hoje para 15.600, mais 182 nas últimas 24 horas, em cerca de 746 mil infetados, segundo os dados mais recentes sobre a pandemia no continente.

De acordo com o Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (África CDC), o número de casos positivos subiu para 746.492, mais cerca de dez mil nas últimas 24 horas, havendo 396.781 pessoas recuperadas, mais 4.883.

A África Austral regista o maior número de casos (396.609) e 5.672 mortos, a grande maioria concentrada na África do Sul, o país com mais infetados e mais mortos em todo o continente, com 381.798 casos e 5.368 vítimas mortais.

O Norte de África é a região com mais mortes (6.025), tendo 139.891 infeções.

A África Ocidental contabiliza 1.617 mortos e 110.994 casos, a África Oriental regista 1.425 vítimas mortais em 58.428 casos, enquanto na África Central há 861 mortos e 43.570 infeções.

Depois da África do Sul, o Egito é o segundo país com mais vítimas mortais (4.339) e 89.078 casos, seguindo-se a Argélia, com 1.091 mortos e 23.671 infetados.

Entre os cinco países mais afetados, está também a Nigéria, com 805 mortos e 37.081 casos positivos, e o Sudão, com 693 mortes e 10.992 infetados (este último sem atualização das últimas 24 horas).

Em relação aos países africanos lusófonos e segundo dados das autoridades locais, Cabo Verde é o que tem mais infeções (2.107, dos quais 21 mortes), enquanto Angola lidera em termos de vítimas mortais - 30 mortos entre os 779 casos diagnosticados.

A Guiné-Bissau regista 1.949 casos positivos, que resultaram em 26 mortes, enquanto Moçambique contabiliza 1.536 casos e 11 vítimas mortais.

São Tomé e Príncipe tem 746 casos de infeção pelo novo coronavírus, que causou 14 mortos.

A Guiné Equatorial, que integra a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), mantém há vários dias 3.071 casos e 51 mortos, segundo o África CDC, embora as autoridades equato-guineenses relatem menos casos positivos (2.350) e o mesmo número de falecimentos.

O primeiro caso de covid-19 em África surgiu no Egito em 14 de fevereiro e a Nigéria foi o primeiro país da África subsaariana a registar casos de infeção, em 28 de fevereiro.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 606 mil mortos e infetou mais de 14,5 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Notícias Regionais

Outras Notícias