O Secretário Regional da Juventude, Qualificação Profissional e Emprego anunciou na quarta-feira, em Ponta Delgada, o reforço do investimento em novos cursos de curta duração dirigidos para o setor do turismo, prevendo-se mais profissionais formados no início da época alta do próximo ano.

“Entre 2017 e 2019 criaram-se, na área do Turismo, cerca de 1.000 postos de trabalho líquidos por ano, sendo que as Escolas Profissionais da Região apenas estavam a formar 250”, afirmou Duarte Freitas.

“Dos 24 cursos profissionais que estão a decorrer na área do Turismo, no próximo ano são esperados que cerca de 250 formandos sejam disponibilizados ao mercado de trabalho através Escolas Profissionais da Região”, acrescentou.

PUB

CONTINUAR A LER

Duarte Freitas, que falava na cerimónia de entrega de diplomas de formandos da Escola de Formação Turística e Hoteleira, referiu que “nos últimos três anos, por ano, esta escola colocou em média no mercado de trabalho apenas 42 formandos”.

A Escola Hoteleira pretende iniciar “uma nova geração de cursos, com a componente prática mais valorizada, para formar profissionais de excelência na Cozinha, Pastelaria, Restauração e Serviços” em 10 meses, cerca de 1.400 horas de formação divididas em contexto de sala de aula, cozinha e contacto com o tecido empresarial.

Segundo o governante, esta nova geração de cursos visa colocar no mercado de trabalho, apenas através da Escola de Formação Turística e Hoteleira, cerca de 300 profissionais por ano na área do turismo, o que representa um aumento anual de mais de 600%, sendo que as inscrições já se encontram abertas.