O Tribunal Superior de Relação da Cidade de Maputo, em Moçambique, negou o pedido de habeas corpus apresentado pela defesa do filho do antigo presidente Armando Guebuza, Ndambi Guebuza, e do antigo director da Inteligência Económica do Serviço de Informação e Serviço do Estado (SISE), António Carlos do Rosário.

Eles estão presos desde Fevereiro acusados de envolvimento em actos de corrupção relacionados com subornos pagos com o dinheiro das chamadas dívidas ocultas.

Este é o segundo pedido de habeas corpus"negado a Guebuza e a Rosário.

O jornal Notícias revela na sua edição de hoje que o Tribunal Superior de Recurso negou igualmente a liberdade provisória a Sérgio Alberto Namburete, também implicado no caso das dívidas ocultas.

O acórdão aponta o risco de fuga e perturbação das investigações como fundamentos para a manutenção da prisão preventiva dos três acusados.