A ideia desta startup é simples: criar um serviço de transporte tão bom que o cliente nunca mais vai precisar de um carro.

A ideia desta startup é simples: criar um serviço de transporte tão bom que o cliente nunca mais vai precisar de um carro. É nisto que a startup finlandesa MaaS Global Oy trabalha desde 2015. A empresa desenvolveu uma aplicação para smartphone, a Whim, que já está a ser usada em várias cidades europeias e em Tóquio. Na capital da Finlândia, 12% dos utilizadores já dizem que a app levou-os a abrir mão dos seus carros e outros tantos afirmam que planeiam fazer o mesmo.

A MaaS Global, cuja lista de investidores investidores inclui a BP, Mitsubishi e Toyota, diz que a aplicação pode resolver a questão do congestionamento urbano e reduzir a poluição. As pesquisas mostram que viver num ambiente com ar mais limpo contribui para a felicidade e também para o bem-estar. A Finlândia, onde o serviço foi pioneiro, tem o melhor índice de qualidade do ar no mundo. Por coincidência, é também o país mais feliz do mundo.

O CEO, Sampo Hietanen, diz que criar um mundo em que seja mais conveniente não ter carro próprio é uma maneira óbvia de reduzir as emissões de carbono no setor dos transportes. Só nos EUA, este setor é responsável por quase 30% do total de emissões de gases de efeito estufa, mais do que qualquer outro setor.

A ideia desta startup é simples: criar um serviço de transporte tão bom que o cliente nunca mais vai precisar de um carro. É nisto que a startup finlandesa MaaS Global Oy trabalha desde 2015. A empresa desenvolveu uma aplicação para smartphone, a Whim, que já está a ser usada em várias cidades europeias e em Tóquio. Na capital da Finlândia, 12% dos utilizadores já dizem que a app levou-os a abrir mão dos seus carros e outros tantos afirmam que planeiam fazer o mesmo.

PUB

CONTINUAR A LER

A MaaS Global, cuja lista de investidores investidores inclui a BP, Mitsubishi e Toyota, diz que a aplicação pode resolver a questão do congestionamento urbano e reduzir a poluição. As pesquisas mostram que viver num ambiente com ar mais limpo contribui para a felicidade e também para o bem-estar. A Finlândia, onde o serviço foi pioneiro, tem o melhor índice de qualidade do ar no mundo. Por coincidência, é também o país mais feliz do mundo.

O CEO, Sampo Hietanen, diz que criar um mundo em que seja mais conveniente não ter carro próprio é uma maneira óbvia de reduzir as emissões de carbono no setor dos transportes. Só nos EUA, este setor é responsável por quase 30% do total de emissões de gases de efeito estufa, mais do que qualquer outro setor.

LEIA TAMBÉM
Cascais compra à CaetanoBus dois autocarros movidos a hidrogénio em investimento de um milhão de euros
"Realisticamente, se queremos lidar com as emissões de CO2 do transporte, temos de encontrar uma maneira de preservar a liberdade de movimentos que um carro fornece", disse Hietanen em entrevista.

A Whim, que acabou de fazer uma fusão com a Wondo, a rival espanhola fundada pela empresa de infraestrutura Ferrovial, oferece aos utilizadores a opção de planear e pagar uma viagem através de uma única app. A aplicação dá acesso a uma variedade de serviços, como scooters elétricas, bicicletas urbanas, transportes públicos e até táxis com preço fixo para curtas distâncias. Os serviços variam de cidade para cidade, tendo a app já 300 mil utilizadores em todo o mundo.

Tanto a Whim como a Wondo funcionam como formas de planear viagens, sugerindo a melhor maneira de ir do ponto A ao ponto B e oferecem a opção de comprar viagens ou reservar veículos nas próprias apps. Além dos planos pré-pagos, a Whim tem assinaturas mensais - um modelo semelhante aquele que é oferecido pela Netflix.