Inauguração na Freguesia do Cabo da Praia

 

O Presidente da Câmara Municipal da Praia da Vitória, Tibério Dinis, destacou, esta quinta-feira, o projeto de requalificação da “Casa do Camponês”, na Freguesia do Cabo da Praia, como “um bom exemplo de aproveitamento de fundos europeus” para “requalificação de património e criação de espaços interpretativos, de visitação, lúdicos e pedagógicos”.

Discursando na sessão de inauguração desta nova valência da Freguesia do Cabo da Praia, o edil felicitou a Junta de Freguesia “pela coragem, empenho e dedicação a um projeto significativo que, apesar das exigências burocráticas, traduz-se um importante contributo para a comunidade local”.

Reconhecendo a importância do projeto para a freguesia do Cabo da Praia, Tibério Dinis salientou que a “Casa do Camponês” é “muito mais do uma obra física, trata-se de um espaço interpretativo, de visitação, lúdico e pedagógico. É verdade que se reabilitou um edifício que estava em ruínas, mas, também é verdade que, a partir de hoje, este é um polo de atração desta Freguesia e um espaço aberto às escolas, creches, CATL’s, centros de convívio de idosos, espaço de desenvolvimento de projetos de reabilitação social”.

PUB

CONTINUAR A LER

Aliás, após a cerimónia de inauguração desta nova valência lúdica, o Presidente da Câmara Municipal assistiu à assinatura de dois protocolos, entre a Junta de Freguesia, a Santa Casa da Misericórdia da Praia da Vitória e a Cooperativa Bioazórica (cooperativa dedicada à produção agrícola em modo biológico) no sentido do desenvolvimento de projetos de combate às dependências e estímulo à produção biológica nos espaços disponíveis na “Casa do Camponês”.    

Localizado na Canada da Ribeira, este novo espaço do Cabo da Praia pretende ser um Núcleo Museológico (lembrando os ofícios mais antigos e as artes e fazeres ligados ao cultivo da terra), bem como uma Quinta Pedagógica, disponibilizando espaços verdes, animais, árvores de fruto e hortas.

Representando um investimento público de mais de 75 mil euros – financiado através da GRATER (Associação de Desenvolvimento Local das ilhas Terceira e Graciosa) e da Câmara Municipal da Praia da Vitória (na vertente não comparticipada, respeitante ao pagamento do IVA da empreitada), a “Casa do Camponês” está já aberta ao público, mediante pedido realizado na sede da junta de freguesia local.

“Este é um bom exemplo do aproveitamento de fundos comunitários por partes das juntas de freguesia. Havia aqui uma ruína. A Junta de Freguesia do Cabo da Praia fez um projeto aos fundos europeus geridos pela GRATER e depois contou, como todas as outras juntas contam, com o apoio da Câmara Municipal na componente relativa ao IVA. E daqui nasceu um Núcleo Museológico, uma Quinta Pedagógica e um espaço de lazer muito aprazível nesta Freguesia, não só para os locais, mas também com finalidade turística”, afirmou Tibério Dinis.

Obras na Escola do Cabo da Praia  arrancam mal terminem as aulas

 Entretanto, Tibério Dinis revelou que as obras de requalificação e ampliação da Escola Básica e Jardim de Infância (EB/JI) do Cabo da Praia, visando aumentar a capacidade da escola, anexar o Centro de Atividades de Tempos Livres ao edifício e criar uma zona coberta de ginásio, “vão iniciar-se mal terminem as aulas deste ano letivo”.

O autarca informou que a obra já está adjudicada e que têm vindo a ser desenvolvidas reuniões de trabalho entre a Câmara Municipal, os responsáveis pela unidade orgânica e o empreiteiro, no sentido de estar tudo articulado para o início das obras e de existir o menor impacto possível no arranque do próximo ano letivo.

Assim, disse, “esta obra iniciar-se-á mal terminem as aulas, e desenrolar-se-á em duas fases: a primeira é a intervenção a realizar nas salas de aula; a segunda fase será então a ampliação para fazer o espaço dedicado ao CATL (Centro de Atividades de Tempos Livres)”.

Para Tibério Dinis, para além da valência lúdica-pedagógica inaugurada, o investimento municipal a realizar na Escola Primária do Cabo da Praia “é dos projetos mais estruturantes para esta Freguesia”, lembrando que “não há muitos anos falava-se da eventualidade de encerramento desta escola e o que nós estamos a fazer é a investir para minimizar ou acabar com esse risco de encerramento, disponibilizando melhores condições, para que não se encerre”.

O Presidente do Município afirmou ainda que o projeto de ampliação da Escola deixa a infraestrutura dotada de melhores condições ao nível das salas de aulas, instalações sanitárias, refeitório, ginásio e com um novo espaço de CATL, mas, “pensando no futuro, caso se venha a registar um bom crescimento, o edifício ficará já dotada de espaços para a disponibilização de uma valência de creche”.

As obras de ampliação da EB/JI do Cabo da Praia estão orçadas em cerca de 160 mil euros.

 

Praia da Vitória

Ilha Terceira

Notícias Regionais

Economia

STARTUPS

Outras Notícias

Saúde