Vânia Ferreira tomou posse como Presidente do Município da Praia da Vitória

A “proximidade com a população e com o poder local”, a exigência de uma “gestão rigorosa e transparente” e a projeção da Cidade e do Concelho, “proporcionando melhores condições de futuro às novas gerações”, são as prioridades assumidas pela nova Presidente da Câmara Municipal da Praia da Vitória, Vânia Figueiredo Ferreira.
Discursando na sessão de tomada de posse dos novos órgãos autárquicos da Praia da Vitória (Câmara e Assembleia municipais), eleitos na sequência do ato eleitoral do passado dia 26 de setembro, a edil assumiu compromissos ao nível da transparência, desburocratização, reorganização dos serviços camarários e internalização da Cooperativa Praia Cultural, equilíbrio financeiro da Autarquia, criação de um gabinete de apoio aos autarcas de freguesia e revisão dos acordos de delegação de competências.


“A proximidade do Município com a população tem de fazer-se sentir através da comunicação e da desburocratização dos serviços. Para dar resposta a essa necessidade, pretendemos implementar novas ferramentas de trabalho, como a criação da aplicação digital ‘E-praia’. O rigor e a transparência da gestão municipal assumir-se-ão pela auditoria externa às contas da Autarquia, de forma a afirmar o presente, mas, sobretudo, projetar um futuro que não esteja hipotecado para as próximas gerações de Praienses. A visão holística, que idealizamos para a Praia da Vitória, deve ser projetada para as novas gerações, apostando-se na criação de condições para que possam crescer, estudar, trabalhar e empreender, habitar e viver na nossa Cidade”, afirmou.


A manutenção da rede de creches e ATL’s em todas as Freguesias e Vila, a projeção de apoios de combate à exclusão social e prevenção de comportamentos de risco, a maior valorização do Gabinete de Ação Social Municipal e a continuidade dos processos de regularização das situações habitacionais de génese ilegal de Santa Rita e Pedreiras, foram outros compromissos assumidos.


Vânia Ferreira enfatiza a aposta na dinamização da baía da Cidade, assumindo que “essa será a nossa porta de entrada”, potenciando-se assim “maior atratividade à marina e maior dinamismo à prática de desportos náuticos”, reforçando os compromissos assumidos no âmbito da sua candidatura à liderança do Município, nomeadamente de “construção de um Centro de Estágio Desportivo e do Cais de Cruzeiros há muito aguardado”.
A Presidente da Câmara Municipal sublinhou a intenção de requalificar a zona verde e expandir o Paul da Praia, “criando um Parque Intergeracional dinâmico e atrativo”. E assumiu “a sensibilização e a sustentabilidade ambientais” e a “limpeza cuidada das nossas ribeiras e zonas urbanas” como prioridade.

Atrair investimento e potenciar história e cultura

Perante uma plateia onde marcaram presença vários membros e representantes do Governo Regional dos Açores, deputados na Assembleia Legislativa dos Açores, eleitos locais e representantes de instituições civis, militares e religiosas, Vânia Ferreira afirmou querer atrair mais investimento externo e potenciar em mais-valias socioeconómicas a história e cultura praienses.
“A atração de investimento deve ser valorizada também em articulação com a diáspora e comunidade emigrante, de modo a consolidar uma cooperação entre todos, com a capacidade de promover oportunidades de investimento para a Praia da Vitória. No turismo e na cultura, o Município tem de valorizar todos os seus agentes culturais e os que o promovem, de forma a recuperar a atratividade do turismo ao Concelho, com a criação do Museu da Cidade, onde seja possível conhecer a sua essência histórica, cultural e estratégica”, frisou.


Mas o crescimento económico e o desenvolvimento social da Praia da Vitória, na ótica da nova edil, “não pode acomodar-se apenas com o investimento externo”, pelo que é preconizada “uma revitalização interna para a Cidade, a revisão do Plano Diretor Municipal (PDM), a abertura de novos arruamentos e a revisão dos espaços de estacionamento”, para além da continuação de investimentos já em curso, como é o caso dos novos bares de apoio à Praia da Riviera e da Prainha ou o prolongamento da Avenida Marginal em percurso pedonal e de ciclovia até à Freguesia do Cabo da Praia.
A aposta na segurança municipal foi também realçada pela autarca, que diz ser necessário “reforçar a parceria com a prestigiada Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários da Praia da Vitória, assim como, garantir a continuidade do Serviço Municipal de Proteção Civil, aproximando o seu gabinete à população, no que diz respeito à formação e sensibilização para as situações de risco no Concelho”.

Convicção de boa colaboração com o Governo Regional

Convicta da colaboração do Governo Regional dos Açores com o novo elenco camarário praiense, Vânia Ferreira disse que, “em defesa da Praia da Vitória, o executivo regional, certamente, estará disposto a elevar o nome deste Concelho, tanto quanto este executivo camarário”, apontando o incremento e contínuo desenvolvimento do projeto Terceira Tech Island como “estruturante”.
“Com o passar dos anos, este projeto tornou-se estruturante e com uma abrangência que não se cinge apenas ao que estava inicialmente consumado. Trata-se de um projeto com provas dadas, não só pelo seu caráter inovador, mas também pela dinâmica empresarial com grande relevo e impacto na economia do nosso Concelho, da Ilha Terceira e da Região. Uma das bases da nossa candidatura assenta no desenvolvimento empresarial e tecnológico da Praia da Vitória. Está no centro das nossas prioridades, não só a captação de investimento para o Concelho, bem como ser um agente de proximidade e conhecedor do tecido empresarial local. Pretendemos reivindicar junto do Governo Regional, a intenção de continuar a potencializar o projeto Terceira Tech Island, no sentido de garantir a captação e instalação de novas empresas ao Concelho”, enfatizou.

Cientes das dificuldades e certos da sua superação

A Presidente da Câmara Municipal da Praia da Vitória reconheceu “que este é um compromisso de uma equipa ciente das dificuldades”, mas mostrou certezas “da sua superação e do envolvimento de todos por esta causa”, anunciando os pelouros que serão atribuídos pelo executivo municipal.
Assim, revelou, “a Presidência da Câmara terá a seu cargo e responsabilidade os pelouros das Relações Externas, Economia e Finanças e Investimento e Dinamização Empresarial; o Vice-presidente, Ricky Baptista, terá a seu cargo os pelouros da Proteção Civil, Ambiente e Serviços Urbanos, Juventude e Desporto, Informação e Comunicação; a Vereadora Paula Borges de Sousa terá responsabilidade nas áreas da Educação e Cultura, Turismo, Cooperação e Poder Local; e a Vereadora Otília Martins terá a seu cargo os pelouros do Plano Urbanístico e Regeneração Urbana, Obras, Urbanismo e Património Municipal, Ação Social e Habitação, Desenvolvimento e Coesão Rural”.


Vânia Ferreira fez questão de deixar um “agradecimento a todos aqueles que lutaram pelos destinos do Concelho nos últimos quatros anos”, dirigindo-se, especificamente a Paulo Messias, Presidente da Assembleia Municipal cessante, a Tibério Dinis, Presidente da Câmara Municipal cessante, e todos os Deputados Municipais e Vereadores que “enalteceram o nome do Concelho, em prol dos Praienses, independentemente da sua ideologia partidária”.


A finalizar, assumindo-se pronto para corresponder “ao voto de confiança dos praienses” que “quiseram uma mudança de paradigma político para a Praia da Vitória”, a nova edil salientou que “a nossa consciência será sempre a consciência de um povo que grita criticamente pela lealdade e por novas oportunidades”, comprometendo-se a liderar o Município “com ousadia, credibilidade e a proatividade que me trouxe até aqui, para que juntos possamos construir o futuro do nosso Concelho”.

PUB

Praia da Vitória

Ilha Terceira

Notícias Regionais

Economia

STARTUPS

Outras Notícias

Saúde