No âmbito do projeto-piloto para a reciclagem de biorresíduos, que teve início a 6 de dezembro, a empresa municipal Praia Ambiente desenvolveu um conjunto de ações de sensibilização junto de crianças do ensino primário e de idosos da freguesia do Cabo da Praia. As iniciativas, que contaram com a presença de mais de 40 pessoas, tiveram como objetivos alertar para a importância deste género de reciclagem, esclarecendo quais os resíduos que podem ser depositados no contentor destinado aos biorresíduos.

A partir de 2022 a Praia Ambiente E.M pretende alargar o projeto, de forma faseada, a todo o concelho da Praia da Vitória.

“A aposta na recolha seletiva de biorresíduos constitui uma das metas a atingir pela nossa empresa municipal ao nível da reciclagem. Sensibilizar a comunidade para a importância de reciclar o lixo doméstico, nomeadamente as cascas de fruta e legumes, folhas, ramagens e ervas é contribuir para a preservação do meio-ambiente”, referiu Ricky Baptista, vice-presidente da Câmara Municipal da Praia da Vitória.

PUB

CONTINUAR A LER

“Estamos a trabalhar em conjunto envolvendo a comunidade e instituições locais para que todos tenham conhecimento deste projeto. Achámos fundamental este contacto e esta proximidade com os nossos munícipes, não só para lhes explicar o funcionamento deste novo sistema de deposição de resíduos, como também para esclarecer qualquer dúvida que possa existir sobre esta recolha seletiva”, afirmou o responsável municipal.

“O nosso objetivo é iniciar no próximo ano a recolha de biorresíduos noutro local, abrangendo gradualmente todo o Concelho. Cada implementação será acompanhada de ações de sensibilização nas escolas e centros de convívio da respetiva freguesia, como se fez no Cabo da Praia. Além disso, os nossos colaboradores também irão às escolas do segundo ciclo”, disse o autarca.

“Vai ser um trabalho gradual, precisamente para não deixar ninguém de fora. É muito importante estarmos conscientes da diferença que as nossas atitudes podem fazer, sendo o nosso objetivo trabalhar sempre em conjunto para tornar a nossa Praia da Vitória mais sustentável e amiga do ambiente”, assegurou.

Praia da Vitória

Ilha Terceira

Notícias Regionais

Economia