O Presidente da Câmara de Comércio de Angra do Heroísmo não tem dúvidas de que o processo de candidaturas ao PRR correu muito mal.

Desde logo porque o Governo Regional não deveria ter entregue o processo às Câmara de Comércio, por outro houve uma total falha de comunicação entre as partes envolvidas no processo.

Nesta entrevista ao Investinterceira, Marcos Couto, afirma que o que foi feito é irreversível mas pode abrir-se uma outra janela de oportunidade.

Isto se as empresas que se candidataram agora, no âmbito das agendas, forem impedidas de concorrer às verbas do Plano Operacional 20/30 abrindo, desse modo, a porta a todas as que se viram agora impedidas de concorrer, possam beneficiar. 

Marcos Couto lembra que, no âmbito do PRR há mais para além das “agendas”.

Existem 125 milhões de Euros para a recapitalização das empresas açorianas a que todas podem candidatar-se e ninguém está a falar disso.

Espera que, neste capítulo, o processo corra melhor porque é fundamental para fazer face aos efeitos provocados pela pandemia e as empresas possam beneficiar em pleno deste “pacote” destinado à sua recapitalização.

PUB

Praia da Vitória

Ilha Terceira

Notícias Regionais

Economia

STARTUPS

Outras Notícias

Saúde